Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qui | 27.12.12

My true love in dance

 
 
 
Apesar de me sentir muito bem a fazer aquilo que amo no Conservatório em Espanha, não há maior amor que eu possa ter pela dança como o Hip Hop. E apesar de estar com esse estilo em stand-by, é algo que está sempre presente no meu coração, na minha alma e no meu ritmo. Por mais ballet, dança contemporânea e até mesmo dança espanhola que faça, nada me tira a essência da minha dança, aquela que me fez querer chegar até aqui.. E por isso hoje, apesar de haver pessoas e motivos que me faziam preferir ficar em casa, fui até ao local onde deixei mais suor e amor pela dança até hoje: o CATICA. Fui fazer um treino de três horas com a Bulota, que está a morar em Londres e veio passar uns dias a Portugal tal como eu. No passado tivémos algumas desavenças, mas no fundo gosto dela e respeito o seu trabalho e achei que poderia demonstrá-lo com a minha presença hoje.
Apesar de tudo o que se tem passado naquele grupo, precisava TANTO destas horas.. precisava tanto de sentir um pouco o Hip Hop, de matar saudades do estilo em que me sinto mais confortável a dançar mas que ao mesmo tempo me causa tanta adrenalina a faze-lo... precisava de voltar a sentir a energia daqueles treinos, a essência que emana de tantos corpos em sintonia :')
Muitas pessoas ficaram surpreendidas por me ver...  o treino ja tinha começado quando cheguei, mas mesmo assim alguns deles correram até mim para me abraçar e outros apenas gritaram do seu lugar: "JOANAAA". Fui bastante acarinhada e foi uma sensação optima (apesar de eu saber perfeitamente que nem todas estas reacções foram genuínas ou sequer verdadeiras, mas para isso é cagando e andando xD).
Todos queriam saber como está a correr em Espanha, e eu parecia uma cassete sempre a desbobinar as mesmas curtas palavras que caracterizam a minha estadia.
Entretanto (e bastante mais tarde) chegou o Sérgio: afilhado académico, amigo, irmão, coordenador e inspiração... que quando me viu, a sua expressão dizia "WHATTTT???!!!" mas ainda assim teve a capacidade de improvisar uma dança espanhola muito estupida antes de correr até mim para me abraçar xD Ele e outros tantos foi um prazer imenso rever, porque tinha imensas saudades.
 
E assim foi o final do meu dia... passado a dançar, a transpirar e a sorrir. Estava redundante relativamente à minha decisão de ir hoje, mas agora nao me arrependo minimamente de o ter feito. Jamais vou deixar de fazer a minha vida por quem nem sequer se interessa por ela, acho que já paguei um preço demasiado alto para ser pago sozinha.
Tenho a agradecer imenso a companhia da minha mana "de sempre e para sempre", que ficou três horas sentada a ver-me dançar, e ao melhor namorado do Mundo por ter feito o favor de sair do trabalho e ir lá buscar-me para me dar miminhos depois de um dia sem me ver «3