Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qui | 02.08.12

Miss you




Fez ontem 6 anos... Há 6 anos a minha mãe recebeu a pior chamada da minha vida, e das piores da vida dela.
Caiu que nem uma bomba nas nossas cabeças. Uma das suas melhores amigas tinha morrido... a minha madrinha tinha morrido.
Guardo infelizmente o momento em que recebi essa noticia tão claramente quanto os bons momentos que passámos juntas. Não me vou estender em palavras... só quero afirmar mais uma vez aquilo que sabes de certeza aí por "terras desconhecidas: "I really  miss you"... E se algum dia pensei que as saudades se atenuariam com o tempo, está na altura de começar a desenganar-me. Amo-te minha Madrinha bailarina «3

PS: Eu tento sempre fazer do dia 1 de Agosto um dia como outro qualquer de modo a atenuar aquele sentimento de perda que nesse dia me tenta invadir com mais força, mas há sempre algo que decide acontecer que, de uma maneira ou de outra, me faz verter umas quantas lágrimas pelo rosto.
Ontem, ironicamente, senti por escassos segundos que quem iria desta para melhor seria eu ou uma das pessoas que mais prezo nesta vida. Um episódio que mete um estúpido entendimento entre carros, um cigano, porrada e uma navalha bem perto de mim e de outrém.
Chamem-me o que quiserem: racista, ignorante, retrógada, estúpida... mas o episódio de ontem, que poderia ter tido um desfeixe gravíssimo e que me deixou com uma pilha de nervos que me fez encostar contra uma parede e ficar la colada de cabeça entre os joelhos em choque e num pranto, só me vem confirmar aquilo que eu há tanto penso e que mantenho para mim para nao causar conflitos: CIGANOS são CIGANOS, e tudo o que venha desses lados, com essa pele e com essa mentalidade é tudo gente que devia ir parar à fogueira, porque têm um instinto de matança que assusta qualquer um, e o mais engraçado (que não tem graça nenhuma) é que a maioria das vezes por motivos tão menores quanto o de ontem. Ah, esqueci-me de referir a parte em que a culpa do acidente que podia ter provocado com os carros teria sido dele... mas uma apitadela quase levou ao sangue. É gente maravilhosa, não haja dúvida.
O meu pensamento instantâneo naquele momento? --» "Como é que pessoas tão puras e tão bondosas como a minha Madrinha já estão lá em cima, culpadas de coisa nenhuma, e estes merdas andam aqui em baixo a fazer mal a tudo o que se mexa? Deu que pensar.. e deu raiva, muita raiva mesmo."