Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qua | 31.07.13

Back to Hip Hop life

Estou a fazer por isso :)
Se estou com receio? Bem, sim... Porque quando falo em voltar à "hip hop life" não falo apenas em voltar a dançá-lo, porque a mal ou a bem vou fazendo-o (nem que seja a ensinar as minhas meninas da Royal).. falo de voltar a competir, a dar uso ao título de "Federada".
Sinto aquele "bichinho" tão grande como há muito não sentia, aquela necessidade de ser desafiada, de me sentir estoirada de trabalho e cansaço, sinto que estou a estagnar e não suporto isso. Preciso de evoluir, deitar umas lágrimas misturadas com suor, preciso de palcos, de nervos à flor da pele, de dores no corpo e pressão psicológica...
Se voltar, será no final do mês de Agosto. Até lá, tenho de considerar bem... Porque se aceitar regressar, poderei pôr em causa o aproveitamento na Faculdade (mais uma vez :/), o tempo de qualidade em família, o meu trabalho como professora e o meu relacionamento com o João. Quero acreditar que sou forte o suficiente para aguentar tudo ao mesmo tempo, não é nada que nunca tenha feito. No entanto, enquanto o fiz fui perdendo amigos, momentos e aproveitamento académico pelo caminho.. e até mesmo a minha relação foi pelo cano.
But lets face it: foi a forma mais rápida, dura e eficaz de entender quem realmente está cá para me apoiar e quem é só fogo de vista.
A experiência faz o mestre, já dizia a minha avó. Portanto quero acreditar que desta vez será tão ou mais cansativo que das outras vezes... mas que poderei sempre contar com o apoio certo de determinadas pessoas, que só por acaso são as que mais amo.





" Eu ouvia quando dizias que Hip Hop era só para a escumalha
Gentalha africana que só emporcalha não trabalha
(...)
Agora teu filho também grama e anda de baggy jeans
(...)
Vive a vida suburbana por mais que recrimines
Hip Hop ensinou-lhe que só o sangue é que tem cor
Que um homem é o seu interior e o resto é só vapor
O resto é incolor, o resto não tem valor
O resto é resto, é ilusão exterior
Hip Hop ensinou-lhe a cultura da paz
Da liberdade, da verdade, tirou-lhe do alcatraz
Mental, com tenacidade mostrou o trilho ao rapaz
E hoje o teu filho é um homem com 2 Hs "