Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Dom | 23.12.12

Laços




Uma das principais razões por querer tão desesperadamente voltar rápido para Portugal prendia-se ao facto de querer estar com a minha afilhada e ver como ela estava crescida. Este convite de "apadrinhamento" foi feito sem eu estar de todo à espera e dois dias depois estava de (re)partida para Málaga, sem poder assimilar bem a noticia e gozar um pouco da companhia da minha nova afilhada. Mas agora que voltei, e depois de um dia inteiro a distribuir presentes por todos os familiares da zona sul do Tejo, fiz a minha ultima paragem em casa da minha pequena Rita, que está com quase 3 meses, enorme, gorducha e lindaaaa :') Esteve ao meu colo o tempo todo que estive la em casa, e ai de quem a tirasse de lá, porque berrava sem parar x) Quero acreditar que já estabelecemos laços de madrinha-afilhada, de companheirismo e empatia. Nada me faz mais feliz do que poder pôr em prática todos os exemplos e toda a essencia que a minha madrinha me transmitiu enquanto estava viva. Tive um modelo extraordinário a seguir e isso é algo que não tem preço. Espero a partir de agora poder orgulhá-la não só no que toca à Dança mas também no que toca a seguir a nossa "linha de montagem", construir com a pequena Rita uma relação tão bonita quanto a que tinha com ela.
Claro que não forçarei nada. A Rita saberá fazer as suas escolhas, saberá escolher de quem gosta e quem não lhe agrada. Mas creio que já começámos muito bem, e que como tal seremos tão inseparáveis quanto eu um dia fui da minha Maria de Fátima «3
 
Descrição da fotografia: "Oh Madrinha, pára de te babar pra cima de mim! Já me estás a chatear"
 
:P
 
Minha pequena grande Rita «3