Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Sex | 14.12.12

Never a quiter

Sou uma flor de estufa que fica doente muitas vezes, que se lesiona mais do que devia, e que permite ir-se abaixo sempre que é "convidada" a fazê-lo. Mas mais tarde ou mais cedo, não importa quanto tempo demora, levanto-me sempre. E para aq
ueles que me dizem tantas vezes "trabalhas demasiado!" ou "Se me for a preocupar assim aos 20, aos 40 já não me mexo" ou "Tanto stress e tanta preocupação pra quê?" ou "foste capaz de faltar aos aniversários de todos os teus amigos este ano", ou "nunca tens tempo"... Daqui a uns anos, a gente fala ;) Felizmente amo aquilo que faço, e por isso cada hora de treino, cada hora tardia a que chego, cada hora de madrugada a que me levanto, cada dor no corpo, cada mês longe de casa, cada festa a que faltei,... pode ser um sacrificio mas é também estranhamente um prazer. Até hoje não me arrependo de nenhum sacrifício que fiz. E sei que enquanto seguir os meus instintos continuarei a não me arrepender. A vontade de ser melhor, a paixão pelo que faço e mesmo o facto de duvidarem das minhas capacidades e tentarem magoar-me são como gasolina para o meu motor. E assim eu continuo, insisto... e vou vencendo, doa a quem doer ;)