Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Sab | 04.08.12

REAL Friendship

"Joana, não sei quando vais para Espanha mas eu ja vim para o Algarve, portanto já nao nos devemos ver. Espero que te corra tudo bem, e que agora, passados uns bons anos e umas quantas danças e contra danças, muito suor e lágrimas, finalmente se abram todas as portas pelas quais trabalhaste tanto. Eu sei que nem sempre é fácil, que nem sempre te compreenderam, e que muitas vezes parecia mais fácil desistir e ser igual a todos os outros. Mas tu sabes porque o fazes, tu sabes o que é as luzes apagarem-se no fim do espectáculo e o silêncio dizer-te tudo. Tu sabes que não vives sem isso, agora sabes que isso te levou mais longe por uma estrada bonita e por um caminho que só tem o teu nome. Hoje és mais tu do que algum dia foste. Hoje o futuro é mesmo teu. Espero um dia ter bilheres, Joaninha :) Maior abraço" - Miguel Matias

(Em resposta a este sms que me deixou sem palavras no momento, aqui tens:)


Há amizades que por mais que o tempo passe, que a distância separe e que as estradas descruzem, não morre.
Tu és um desses exemplos, Miguel. Neste momento, só tenho pena de não ter conseguido a porcaria de um dia pra ir passar uma tarde contigo, bebermos um café, metermos toda a conversa em dia e darmos um daqueles abraços que nos caracteriza já em tantos anos de "irmandade".
Apesar de mais novo, foste sempre como que um irmão mais velho para mim. Não sei bem porque sempre te vi assim. Talvez pela segurança que me transmitias, mesmo quando não a tinhas na totalidade. Pelo instinto de proteção. Talvez pelo facto de teres sido sempre aquele que não me respondeu "Oh poor thing!" aos meus dramas e sim "DEAL WITH IT" de uma maneira muito própria. Uma maneira tão própria que moldou em parte a minha personalidade e aquilo que hoje sou. Sempre fomos tão diferentes: tu o racional, eu a sentimentalista. E no meio de tanta diferença, eu ensinei-te a ter "um pouco mais desse lado lamechas que também faz falta" (lembras-te? um dia disseste-me isso!) e tu ensinaste-me a não me contentar com o que tinha e a mostrar mais força mesmo nos momentos de maior fraqueza. "Tiraste-me o colo", e hoje muitos resultados estão à vista em parte graças a ti!
Conhecemo-nos numas daquelas "férias das nossas vidas" em Armação de Pêra, enquanto crianças/adolescentes com um rumo em mente mas sem soluções plausiveis para o tomar. E foram tantos os fins de praia em que discutimos isso, tantas as noites com as guitarradas do Seixo, do Tavares e do Manel como música de fundo, que fomos construindo aquilo que hoje podemos chamar de uma amizade sólida que não se desvanece nem com o tempo nem com a distância. Tenho tanto a agradecer àquela Terra, e é tanta a nostalgia que sinto quando recordo aqueles anos em que o Verão parecia ser um "aparte" do nosso quotidiano e parecia trazer-nos algo mais do que os tempos de aulas... em parte, foi verdade. Levou-me até ti, até áquela gente pela qual tenho um carinho enorme.
Bem... isto foi a maneira que arranjei para te responder ao sms, porque pareceu-me que nunca conseguiria ficar-me pelo limite de caracteres que o telemovel me pede antes de chegar ao estado "MMS" e acho que nao me enganei xD
Em tantas linhas (já sabes como sou), quero apenas muito resumidamente entregar-te um grande OBRIGADO do fundo do meu coração pela pessoa que és, por tantos anos de amizade, paciência, companheirismo, por me fazeres sempre sentir que mesmo não estando lá estás sempre comigo, por me teres visto quando era invisivel, por me teres dado valor quando mais ninguém quis dar, por acreditares e sonhares tão alto quanto eu sempre com o intuito de concretização e não apenas de divagação. OBRIGADO por me ensinares a ganhar calo, por me teres explicado o verdadeiro significado do "o que não nos mata, torna-nos mais fortes", por teres partilhado a tua vida comigo, por me teres deixado entrar nela... Fica sabendo que tenho muito ORGULHO em ti tal como tens em mim! Depois de tanta "pancada" que recebeste, depois de tantas desilusões, depois de tal como eu teres sentido que era mais fácil ser "apenas mais um", teres conseguido entrar no curso de Medicina e varrer para um canto todos aqueles ignorantes que achavam que serem Party Animals era um "estado eterno" que os levaria a algum lado. Ambos estamos a conseguir provar aquilo que tanto falámos! E um dia a pancada que todas as pessoas que nos colocaram na mó de baixo durante todos estes anos levarão será tão ou maior do que a que estamos a dar-lhes agora ;) Continua o teu trabalho árduo, dá asas à tua persistência, não percas a tua vontade e a tua garra, porque vais longe, NUNCA por um segundo duvidei disso! Eu vou para Espanha mas volto mais rápido do que aquilo que poderás dar conta, e aí sim, vou dar-te o abraço mais apertado de sempre. De qualquer maneira, esteja onde estiver, estou SEMPRE contigo. Todos os teus passos são um pouco meus também.

Com muita amizade,
Joana