Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qui | 17.05.12

Pensamentos da tua madrinha



Sei que muito provavelmente não vais ler isto. Mas passei a noite inteira a pensar no momento de ontem no treino em que disseste que daqui para a frente não farás mais parte dos MG. Passei a noite inteira a dar voltas na cama e a tentar lembrar-me de uma maneira de te convencer do contrário. Mas não há. Não vale a pena. As tuas razões são fortes, e a tua determinação ainda maior.
O grupo continua, mas sinto que está pelas horas da morte. Prometeram-nos que o projecto vai continuar... but I don't buy it.
Quem supostamente fica a "governar" não tem assim tanta vontade de o fazer. Perdeu a esperança nos seus proprios colegas, acha que não são suficientemente bons. E não me venham tentar convencer do contrário, porque esta é a verdade pura e dura. Podia haver dois coordenadores ali dentro, mas tu eras a alma do grupo. Eras uma força e uma inspiração enorme para a maioria... Incluindo para mim.
A pergunta que todos se fazem é "E agora?"
Sim, porque ontem ouviram-se muitas teorias e foram algumas as pessoas que decidiram confundir um pouco determinados assuntos. Mas os miúdos, os nossos júniores, ficaram sem voz ontem. Só lhes saíam lágrimas do rosto e eu conseguia perceber o desamparo que eles estavam a sentir, e a tua frustração por não lhes poderes dar uma justificação decente, por não os conseguires fazer sentir melhor. E nada me parte mais o coração do que isso. 
Bem, agora é lutar. "The show must go on". Mas não nos peças para o fazer da mesma forma, ou com mais força ainda. Isso é aquilo a que a minha mãe chama de Psicologia da Batata. Não vai acontecer, Sérgio. Mas no que depender de mim (e infelizmente, pouco depende ali dentro) os nossos júniores vão conseguir dar o seu melhor em Madrid e compreender a tua saída, ainda que seja um desafio a ultrapassar a longo prazo. Quanto aos séniores, só têm mesmo que engolir. Tentar entender, porque se são crescidinhos para umas coisas, também são para outras. Têm de continuar também e dar o exemplo aos mais novos, porque é muito bonito dizer que os júniores têm de ir competir contigo no coração e depois eles mesmos serem os primeiros a dizer que não querem participar no Campeonato Ibérico sem ti. Escalões à parte, vamos todos sentir imenso a tua falta ali dentro.
Sei que mais do que te sentires mal por sair do grupo, te sentes mal pelo "remoínho" que sem quereres, instalaste nas quatro paredes do CATICA. Mas vai tudo correr bem, que eu sei. E porque uma madrinha não serve apenas para dar banhos de merda ao afilhado e traçar-lhe a capa um ano depois, quero que saibas que estou contigo no matter what, que te apoio, que te compreendo apesar de ficar devastada com isto. Faço questão de continuar a seguir o teu caminho de perto e a aplaudir o teu sucesso na primeira fila, porque mereces mais do que ninguém.

Porque para mim, passaste de apenas coordenador a AMIGO, AFILHADO, INSPIRAÇÃO e ORGULHO.

A Faculdade dá-me o consolo de te manter minimamente por perto.

Love you @