Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qua | 08.02.12

Just don't get it

Ontem fui passar algum tempo com os alunos da pré-primária da minha mãe, e conheci um menino tão doce quanto o sorriso que carregava.
Tem 5 anos e foi abandonado pelos pais.

E eu fico sem perceber duas coisas:
- Como é que um pai consegue abandonar um filho (muito mais tendo condições para o criar);
- Como é que um menino é abandonado pelos pais e mesmo assim tem capacidade de esboçar um sorriso capaz de iluminar uma sala e uma personalidade capaz de derreter um coração.

Ficámos os melhores amigos, e não larguei as bochechas de bebé dele a tarde inteira.

Só espero que um dia tenha a possibilidade e a capacidade de encontrar os pais e dizer-lhes:
Sou um Homem extraordinário, não graças a vocês.

Até lá, sei que está bem entregue nas mãos da senhora minha mãe, e que ela fará de tudo para continuar a ver aquele sorriso todos os dias. E claro está... agora de vez em quando vou visitá-lo para também poder contribuir para que isso aconteça.