Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Sex | 21.11.14

Os momentos "ai-jesus-que-não-me-aguento" de um professor de Dança

Enquanto professora de Dança de (atualmente) seis instituições/academias diferentes, existem dois momentos específicos, no decorrer de um ano letivo, em que eu me começo a passar da marmita:

1º - Aquando das Festas de Natal... toda a gente decide inventar que é giro (ou mesmo obrigatório) o pessoal mostrar o que andou a fazer pelas aulas de dança durante este curto espaço de 2/3 meses. Ora, para turmas que estejam a dançar pela primeira vez, é trabalho redobrado e apoio psicológico acrescido (aos alunos e a mim);

2º - Aquando das Festas de Encerramento do ano letivo... toda a gente acha que temos de terminar em grande a mostrar aquilo que andámos a fazer durante o ano inteiro.. Uma altura em que há sempre mais trabalho, mais testes, mais exames, mais relatórios, mais avaliações, mais coisas-que-tais e o pessoal por mais que se esforce não está com a cabeça totalmente virada para os ensaios que os levarão para cima de um palco. (E quem está com a cabeça apenas para aí virada ainda arrecada com consequências por se desmazelar no resto).

 

Escusado será dizer que o meu "modo pânico" já começou. Festas de Natal, que venham elas.

(Graças a Deus que pelo meio vou ali respirar a Paris e volto.)

 

street-dancing-santa-claus-psd.jpg