Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Ter | 24.11.15

"Se os dias tivessem mais 24 horas"... e se eu as aguentasse sem cair para o lado

Por mais que me tente prevenir, por mais que adiante trabalho e por mais que tente manter o controlo... chega esta "época natalícia" e o novelo começa a emaranhar. O ano passado perguntava-me como raio iría conseguir chegar a todo o lado entre espetáculos de Natal, masterclasses, aulas abertas à família, indumentárias para ir buscar (e trocar, e voltar a ir buscar), autorizações para receber (posições coreográficas a mudar, a voltar, a acontecer), ensaios extra, mil músicas, mil misturas de músicas para as demonstrações, mil coreografias (felizmente que tenho "alunos assistentes" que nesta altura se lembram melhor delas do que eu, que baralho todas), e portanto mil coisas para enfiar na agenda.

Este ano juntam-se as idas (de novo) à faculdade, os exames, os trabalhos individuais, os trabalhos de grupo, as tarefas, as tutorias, e por norma, o estudo intensivo.

Não estou quase a cair para o lado, mas sair da cama já começa a custar. Principalmente quando se mete este frio pelo meio e o Sol vai embora tão cedo.

Nunca desejei tanto ter aqueles 10 dias em casa no Natal (bem, que se converterão em estudo e trabalhos para a faculdade na mesma, mas ainda assim... significará que "o pior" da época já passou. E que posso minimamente respirar para recuperar e voltar a ter esta sensação (ou pior) daqui a uns meses, no final do ano letivo xD

Haja trabalho!

images.jpg

 

 

 

2 comentários

Comentar post