Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Seg | 17.07.17

(Re)nascer

Palavra de Bailarina
  Podia começar este post por pedir desculpa a quem gosta de ler este Blog... isto porque a minha ausência tem sido grande (enorme). Mas não o vou fazer. Porque não tenho desculpas, tenho motivos.  Não me levem a mal, não é nada pessoal. Nem convosco nem com ninguém. Tem sido comigo, com as circunstâncias/azares/merdas/injustiças da vida que decidiram vir todas juntas e que me têm assombrado os dias. Para tentar ser mais explícita, e como entenderam pelo meu último post (...)
Sex | 02.06.17

Caro Universo...

Palavra de Bailarina
... Escrevo-te porque escrever é a única forma de manter a minha cabeça "sã", neste momento. Escrevo-te porque é a forma mais suave que arranjo neste momento de te expressar a minha raiva profunda. Ou era isso ou era correr km's sem fim, noite dentro; ou partir tudo o que fosse possivel partir (e tudo o que não fosse também) e que aparecesse à minha frente. Mas continuo a preferir escrever, para não me magoar a mim (fisicamente) e não magoar os outros. Apesar do stress, tudo (...)
Dom | 16.04.17

Ás vezes também é preciso respirar

Palavra de Bailarina
Há algum tempo que me faltam inspiração e palavras para este cantinho. Não é desmotivação, é um foco gigante no resto. É muita coisa em pleno processo, para culminar em várias alturas deste e do próximo ano.Felizmente, tudo bom (à partida). Ao longo do tempo saberão. Mas hoje venho aqui falar-vos de "respirar". Este ano cheguei ao ponto de me obrigar a fazer as férias da Páscoa. A tirar 5 dias. Porque estava tão obcecada pelo meu trabalho que já mal comia, dormia ou (...)
Qui | 30.03.17

Um novo "amor coreográfico" (e a razão do meu desaparecimento aqui pela barraquinha)

Palavra de Bailarina
 Já não me recordo bem em que mês é que o ano passado comecei a "panicar" a sério com o espetáculo da Cinderela, mas sei que este ano, com o "Aladino", o pânico está a iniciar praticamente em Abril. E não sei bem se lhe hei de chamar pânico ou só mesmo ansiedade. É uma vez mais uma sensação agridoce, um misto de obsessão por ver tudo pronto a ser apresentado e pena por daqui a nada já ter terminado mais uma jornada maravilhosa.  Estes espetáculos que crio em conjunto (...)
Ter | 14.03.17

Aos meus ex amores - PALAVRAS DANÇADAS #2

Palavra de Bailarina
Há uns dias atrás perguntaram-me se, uma vez que agora estou noiva, teria alguma coisa a dizer aos meus ex amores. Respondi imediatamente que sim, que tinha algo a dizer: “Obrigado”. Obrigado? Sim. “Obrigado”. A todos eles (que, sinceramente, não foram assim tantos), desde os da infância até aos últimos, antes de encontrar o Homem da minha vida. Com eles aprendi que olhar nos olhos é mais difícil do que parece. E há que aprender a fazê-lo para deixarmos a nossa alma ser (...)