Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qua | 13.05.20

Comprar online para bebés na quarentena - Lojas de confiança

Palavra de Bailarina
Perdoem-me se agora terão algumas coisas sobre "bebés" por aqui. Este blog não tem um propósito profissional, vai "seguindo para onde eu sigo", e uma vez que conheço bastantes grávidas de pandemia para além de mim... acho importante este tipo de partilhas! Muitas de nós foram apanhadas de surpresa face a todo o "universo" que temos de comprar para a chegada dos "rebentos". Na nossa cabeça, iríamos passear pelos Fóruns ou pelas lojas do centro das cidades com a mãe, a sogra, o (...)
Seg | 11.05.20

"A Bela e o Monstro" - o espetáculo de 2019 e um desabafo

Palavra de Bailarina
São precisamente 02:27h enquanto escrevo esta primeira linha. Não tenho sono, o que é uma novidade nesta quarentena: geralmente, tirando os desconfortos típicos da gravidez, nada me tem impedido de dormir (quanto mais o fizer, menos horas passo em confinamento... um bocado triste, mas real). Fiquei na sala e, estando farta da televisão e do meu telemóvel, liguei o dispositivo eletrónico em que menos tenho estado para lazer: o computador. Liguei-o não percebi muito bem porquê, (...)
Dom | 26.04.20

Carta ao meu filho, em tempos de Covid

Palavra de Bailarina
Meu pequeno pinguim, Primeiro que tudo, quero dizer-te o quão amado e desejado já és, por mim, pelo teu pai e pelo resto da tua família (mesmo a família "emprestada", que saberás depois que é enorme); Em segundo lugar, quero agradecer-te por estares a ser tão bonzinho para mim enquanto "inquilino" na minha barriga. Nunca pensei que me sentisse tão bonita durante a gravidez, tinha na minha cabeça todo um outro cenário, que tu gentilmente desfizeste para me fazer sentir bem; E em (...)
Qui | 23.04.20

Dia Mundial do Livro - um pouco do meu percurso

Palavra de Bailarina
Dia Mundial do Livro ❣️📚 Os livros sempre foram paixão, tanto na vertente de leitura como de escrita. Assim que aprendi a "dominar" ambas, fui enchendo as estantes de novas histórias e também comprei um bloco na "Loja dos 300" (lembram-se dessas lojas?) e comecei a escrever aquilo a que chamava de poesia, porque rimar era um desafio que adorava propor-me a mim própria. Depois, já no 2º ciclo, tive a honra de ter como professora de Língua Portuguesa a escritora de livros (...)
Sab | 04.04.20

Copenhaga - Álbum de recordações

Palavra de Bailarina
Se há lugar no Mundo que vale a pena visitar, é Copenhaga. A capital da Dinamarca tem uma arquitetura bastante modernizada, mas não deixa de ter um verdadeiro poço de história e cultura, para além da sua admirável política sustentável. As pessoas no seu geral são tranquilas (até mesmo as crianças), andam bastante a pé e de bicicleta e enchem a cidade sem podermos chamar-lhe de caos (é exatamente o contrário). Não vou fazer aqui um roteiro, porque a nossa ideia para esta (...)