Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qui | 19.09.13

Pérolas da Sala Azul

Ter uma mãe como Coordenadora dos Jardins de Infância de um determinado agrupamento apura-me (ainda mais) o gosto que tenho por estar rodeada de crianças. E como esta semana foi altura de chegarem os meninos à sua salinha da pré-primária, fui passar a tarde por lá na sua companhia e observar com prazer o trabalho da minha mãe, que já deixou mais do que provado que ser Educadora de Infância não é apenas ser "ama-seca" dos putos nas horas laborais dos papás (um dia farei um texto a falar do que são realmente os educadores de infância e o seu papel essencial na educação das crianças na fase pré-escolar).
 
Alguns dos meninos eu já conhecia, e todos esses correram até mim, encheram-me de abraços, beijinhos e "JOANAAAAA's" que se ouviram no muro de Berlim.
 
Uma dessas miniaturas, a certa altura, sai-se com esta conversa:
"-Olha, sabes uma coisa? Ontem o pai foi passear comigo e comprou uma prenda à mãe.
- Ah sim?! Que bom! E a mãe gostou da prenda?
- Sim, deu-lhe um beijinho na boca e depois foram fazer SEXY (hihihihihihihihihihi aka sorriso maroto)"
 
Com esta me fiquei.
 
(Nonô, tens de dizer ao pai e à mãe para fazerem menos barulho quando brincam os dois ao encaixe dos legos. Está bem?)

 

Qua | 18.09.13

Veteranérrima que é veteranérrima...

... tem direito a Lap Dance de um caloiro nas praxes, oferecida atenciosamente por uma veterana já licenciada. Obrigado superior Cátia xD.
(Para as bocas mais sujas, fiquem a saber que a primeira pessoa a quem fui mostrar o vídeo foi ao meu namorado, que não teve qualquer tipo de reação negativa à situação. Foi uma brincadeira de praxes sem qualquer intenção promíscua, sexual ou whatever!)

Agora digam lá se não há regalias em ser de uma Faculdade onde 70% dos estudantes são de Desporto? Somos os melhores, os inteligentes podres de bons mais saudáveis de sempre! ;)

"Oiçam bem
A força da nossa voz
Motricitários somos nós
Até morrer!"






E assim se passou mais um dia de praxes :)
Carrega FMH!



Seg | 16.09.13

Hey, Finalista :)





Amanhã lá vou eu, reiniciar o meu percurso pelo curso superior de Dança na Faculdade de Motricidade Humana; dar de mim o máximo para terminar esta etapa de uma vez por todas. Por mais que eu seja eterna e orgulhosamente Motricitária, preciso de fechar este ciclo para começar outro. Preciso de novos desafios e de novas lutas. O meu coração... bem, todo ele é dança. Tenho feito por trabalhar na área e fazer jus ao meu curso, e aqui estão os frutos: bailarina freelancer do coreógrafo Marco de Camillis e este ano lectivo a dar aulas em três lugares diferentes. Tudo indica que vou no caminho certo, portanto farei por queimar as fitas este ano e encontrar-me oficialmente licenciada. 
MAS... como sempre gostei de fazer diferente, e acima de tudo nunca me contentei com pouco nem com "suficiente", este ano tenho mais um grande objectivo: não me ficar por apenas uma licenciatura e candidatar-me ao curso superior de Ciências da Comunicação na vertente de Jornalismo e escrita, a minha segunda paixão e delírio desde tenra idade. 
Portanto sim... espera-me um ano em grande, muuuuuuito trabalho e, se Deus quiser, muito sucesso ;)
A minha vida finalmente começa a tomar a forma que sempre quis... e o melhor de tudo é que estou realmente a lutar para ter tudo aquilo que nunca consegui imaginar vir a ter ao mesmo tempo: o melhor Homem do Mundo, as duas licenciaturas que sempre quis tirar, trabalho na área, saúde e apoio da minha família. Pena nem tudo cair do céu (também se assim fosse, a piada não seria a mesma), mas melhor que isto, só nos filmes. Sinto-me abençoada pela vida que tenho construído com esforço e dedicação :)


I CAN DO THIS! (I have to)



Sab | 14.09.13

Mimada...eu?! :P

Ontem mais uma vez pus-me a caminho da casa do meu namorado para passar o fim-de-semana com ele. À noitinha, agarrei no carro e vim ter com ele, e encontrei-o já todo desgraçado de uma manhã de ginásio seguida de oito horas de trabalho. Adicionando a isso as minhas dores de dentes devido aos elásticos de preparação para colocar o aparelho (nem quero falar disso -.-'), parecíamos o "casal dos coitadinhos". Ainda assim, sentei-me no sofá ao seu lado e recostei-me no peito dele para recebermos os miminhos mútuos de que estávamos a precisar :P Até que me levantei para ir ao seu quarto pousar a mala e me deparei com um saco da Parfois com um laçarote de cetim rosa-choque em cima da cama. Ouvi-o gritar da sala "Tens aí uma coisa para ti!" e logo me apercebi que aquele saco me pertencia. Levei-o até à sala para abrir ao pé dele, curiosíssima com o que seria mas já super contente com o seu gesto. Abri e foi então que me deparei com a "Parfois Box Clutch Jaguar". LINDAAAAA de morrer, tinha-a namorado uma vez quando fui com a minha mãe ao Fórum e voltei a namorá-la mais um bocadinho quando lá fui com o João, que reagiu com um "que coisa horrorosa é essa?!" quando lhe mostrei a minha nova paixão materialista. Deixei-a lá ficar no sítio dela, pensando para mim que se estivesse destinada a ser minha, que estaria ainda ali quando fosse altura do "resgate nos saldos".
Mas o meu namorado decidiu adiantar-se... e passado uma semana de vermos aquela Clutch vangloriar-se na prateleira toda ela no seu máximo esplendor, saiu do trabalho e foi lá buscá-la para mim.

Voltando ao momento em que abri o saco, fiquei em estado de choque. Ele fez questao de se rir e dizer-me "continuo a achá-la horrivel e um absurdo de preço. Mas vá..."
Nem sequer liguei ao comentário e enchi-o de beijinhos e "obrigados". Acho que era o mínimo :')
Aqui está a dita! A única (e grande) diferença é que a minha é azul ganga a atirar para o roxa, e com o jaguar em dourado:


Continuo a dizer que ele não precisa de me dar bens materiais para me fazer feliz. But come on, raparigas de todo o mundo, ajudem-me lá aqui e admitam comigo: sabe bem de vez em quando sermos mimadas desta maneira, não sabe? :P


Obrigado meu amor «3 Amo-te, amo-te, amo-te! Sem dúvida, o melhor do Mundo «3
Qui | 12.09.13

Modo "pink" para esquecer

 

 

Hoje fui a uma senhora que lê as cartas do tarot. Sim, é verdade! Não resisti... quando temos dúvidas em relação ao nosso futuro e não sabemos para que lado nos virar, recorremos ate ás maneiras menos convencionais para ter uma luzinha do que nos poderá acontecer (falo por mim). Fui recomendada por uma pessoa a quem confio a minha própria vida, e achei que mal não me faria.
Depois de todos os meus dilemas (minimamente) esclarecidos em relação ao futuro, digamos que tive uma surpresa de acréscimo ás minhas dúvidas existenciais. A senhora virou-se para mim e perguntou-me: "Um dia queres ter filhos?"
Eu respondi que sim, sem perceber muito bem a ideia. Depois de mais uma "cartada" e um "teste da agulha", a senhora afirmou: Tira o cavalinho da chuva se queres ter meninas, porque vais ser mãe de dois rapazes.
Pronto... estragou :(
Eu queria uma mini-Ju!