Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qui | 31.12.20

2020, levo o melhor e o pior de ti.

O que levo de 2020 para 2021?
Levo este Amor para a vida toda; levo a Família com saúde e reforço o sentimento de que é com eles que consigo ultrapassar todas as adversidades; levo o meu trabalho/projeto/paixão, lesado mas ainda em pé (obrigado a todos os que continuaram, ainda que com os receios naturais, que também eu tenho); levo muitos abraços dados até meados de Março; levo os amigos que se mostraram verdadeiros, e até alguns com os quais se tinha desvanecido o contacto e que o retomou; levo um Mestrado e um título de Educadora de Infância após 5 anos de muita luta; levo a Esperança de normalidade a alcançar a LONGO prazo... e esperança de abraços e sorrisos demorados; e uma força de leoa... leoa mãe mas também de leoa mulher, que não sabia que tinha.
 
O que levo também deste 2020 para 2021?
Uma descrença total no discernimento e na bondade do ser humano; uma desilusão gigante com algumas pessoas; desmotivação profissional, face às condicionantes; uma nova fase de ansiedade (des)controlada, que tanto me deu trabalho a aprender a controlar ao longo dos anos; levo receio pelo meu filho a continuar a crescer nesta Era de malucos.
 
Mas o que importa realmente?
Todo o primeiro parágrafo, que é o que me ajuda a continuar.
 
Que a balança possa tombar para o lado positivo, para todos podermos avançar com as nossas vidas. Com responsabilidade e respeito, acima de tudo.

IMG_2932.jpg

 

Feliz 2021.