Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Ter | 01.05.18

Maio... pânico.

Palavra de Bailarina
Antes de continuarem a ler, quero avisar que este post será de cariz pessoal, escrito com o "cuidado" (ou a falta dele) de quem está a falar com conhecidos na esplanada do café. Portanto, se não gostam de "páginas de diários" de gente que já não se sente totalmente equilibrada... é hora de pararem. É na boa, eu compreendo. Voltem em meados de Junho, que eu prometo que isto melhora ligeiramente. Sem rodeios, venho uma vez mais pedir desculpa. Já cansa começar assim os posts, (...)
Seg | 16.04.18

Amor, vou casar contigo #7 - A despedida de solteira... sim, já!

Palavra de Bailarina
Eu sei, eu sei... "Andas desaparecida outra vez". Já assumi perante mim própria, sem medos, que estes meses serão sempre assim mais parados aqui pela "barraquinha", apesar de desejar que fosse diferente. Ainda não consigo chegar a todo o lado (e eu tento, acreditem).Bem, mas passando ao que interessa, estou de volta com um tema que trouxe alguma curiosidade às pessoas nos últimos tempos: então e a tua despedida de solteira? Como vai ser?Para já, a primeira resposta a dar foi sempre (...)
Sab | 24.02.18

Elevados às alturas (versão dele) - Palavras Dançadas #9

Palavra de Bailarina
  "Elevados às alturas" - VERSÃO DELEEstou perante a máquina dos doces da Área Comum e tentar escolher a próxima porcaria a arruinar-me a dieta, quando te vejo chegar. E chegas como sempre, naquela arte de estar desgrenhada e impecável ao mesmo tempo… linda por sinal.Por quem quer que passes, diriges um Olá e um sorriso, e eu fico a ansiar para que chegue a minha vez. A vez do meu Olá e a vez do meu sorriso… mas a eles, juntam-se um pequeno ataque cardíaco quando passas a (...)
Seg | 12.02.18

Elevados às alturas (versão dela) - Palavras Dançadas #8

Palavra de Bailarina
   Nota: texto de cariz fictício Elevados às alturas - VERSÃO DELA"Estou sentada no meu carro depois de cuidadosamente o estacionar. Vejo-te passar, alheio aos olhos que te seguem. Caminhas com uma segurança insegura, indetetável aos que não te conhecem. Não sabes quem és, não fazes a mínima ideia do que podes ser. Podes ser tudo aquilo a que te propuseres, tens fogo latente no rosto que me faz ter a certeza disso mesmo. Podes mesmo ser tudo. Até podias ser tudo para mim.Enc (...)
Sex | 12.01.18

Olá 2018!

Palavra de Bailarina
Sê bem-vindo, ano das mudanças, dos desafios e dos momentos de cortar a respiração. Ansiei por ti da mesma forma que te temi... nenhuma das emoções sem fundamento. És de facto assustador e ao mesmo tempo maravilhoso. Tens uma tonalidade mais suave e brilhante que 2017, já consigo senti-lo (não me desiludas nesse sentido, por favor).Sei que vêm aí tempestades. Aliás, bastou Janeiro iniciar e já comecei a sentir a "terra tremer", com a faculdade a testar os meus limites e a (...)