Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavra de Bailarina

Para além de dançar o Mundo, gosto de escrevê-lo

Qua | 29.08.18

Sobre o livro "Bem-vindos a Joyland"

Palavra de Bailarina
  O livro "Bem-vindos a Joyland" é do romancista Stephen King, do qual gosto bastante pela simplicidade da escrita, contrastante com os enredos sempre ricos e criativos. A "fácil" interpretação que nos proporcionam as suas histórias dá-nos vontade de terminar a leitura dos livros no mesmo dia em que os abrimos pela primeira vez, e o "Bem-vindos a Joyland" não é exceção. É um thriller/policial narrado a maior parte do tempo por Devin Jones, um estudante que aceita trabalhar (...)
Qui | 01.02.18

Sobre o livro "A livraria dos destinos"

Palavra de Bailarina
Comprei este livro de forma completamente aleatória. Queria mais um para ler antes de me deitar e que não tivesse um tema muito "pesado", porque antes de dormir não é propriamente relaxante ler sobre temas que me deprimem... mas era só isto que eu sabia e que tinha como requisito, não havia nenhuma obra literária em mente ou que me tivessem recomendado naquela altura. O título chamou-me imediatamente à atenção, porque todos os livros que li e que tivessem como local principal (...)
Ter | 12.12.17

Algures em 2011 escrevi isto... longe de imaginar o que aconteceria!

Palavra de Bailarina
Lembro-me que em 2011, num momento de conversa com uma pessoa que, neste momento, já não faz parte da minha vida, escrevi isto que vos deixarei ler a seguir. Escrevi aquilo que é como que uma lista dos meus desejos e sonhos. Lembro-me de partilhar este texto com essa pessoa e dizer-lhe que queria deixar tudo registado e reler, ao acaso, anos depois, para ver o que mudava ou o que tinha conseguido concretizar. Apesar de ter sido escrido com o coração, nunca mais me lembrei disto. E (...)
Qui | 02.11.17

Um excelente livro para ler no Outono (e no Inverno e quando vos apetecer)

Palavra de Bailarina
Ouvi falar pela primeira vez do livro "Diz-lhe que não" através da Margarida Pestana, que tenho referido algumas vezes aqui pelo blog, ultimamente. Em conversa no Lx Factory, disse-me que tinha de ler aquele livro. E eu, que sou uma consumidora literária compulsiva, fiquei com aquela recomendação na cabeça. Mas antes... tinha de acabar de ler os dois livros que tinha comprado recentemente, praticamente ao mesmo tempo. Quando ouvi a Helena Magalhães, a autora, a falar um pouco sobre (...)